---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Saúde
Hospital Municipal apresenta aumento da produtividade e principais ações realizadas desde o início da gestão do Instituto Santé

Publicado em 31/07/2018 às 17:17 - Atualizado em 31/07/2018 às 17:17

Com a presença do presidente do Instituto Santé, Tércio Egon Kasten, o Hospital Municipal de Dionísio Cerqueira, realizou nesta segunda-feira, 30, uma coletiva com a imprensa da região de fronteira para apresentar o aumento da produtividade. Os prefeitos dos municípios conveniados com a Unidade Hospitalar; de Dionísio Cerqueira, Thyago Gnoatto Gonçalves, de Barracão Marco Aurélio Zandoná e de Bom Jesus do Sul, Orasil Cezar Bueno da Silva, também participaram do encontro com a mídia realizado na prefeitura de Dionísio Cerqueira.     Balanço demonstra uma evolução na produtividade do Hospital Municipal   Desde o início da administração Santé, os números demonstram que a produção do Hospital aumentou em todas as atividades realizadas na Unidade. A prioridade continua sendo o Sistema Único de Saúde, que representa 96,10% dos atendimentos. No Centro Cirúrgico, o aumento é de 581% no número de procedimentos realizados se comparado ao ano de 2014, quando ainda estava ativo e recebendo pacientes. O número saltou de 11 cirurgias mensais em 2014 para 64 em 2018. A taxa atual de ocupação do Centro Cirúrgico é de 40,30%. A taxa de ocupação geral da Unidade de saúde também aumentou e hoje chega a 41,41%. Em janeiro de 2017, era apenas 12%. O setor de internação acompanhou a evolução na produção do Hospital e chegou a um indicador de 245% superior se comparado os meses de junho de 2017 a junho de 2018. Dionísio Cerqueira tem um percentual de 50% de ocupação na internação, Barracão tem 29%, Bom Jesus do Sul 12% e outros municípios e a chegam a 9%.   Presidente do Instituto Santé, Tércio Egon Kasten     Novas especialidades passaram a ser atendidas e as consultas também tiveram aumento. Em junho de 2018 foram realizados 378 atendimentos. O número de crianças nascidas no Hospital subiu representando um aumento de 336% a mais no período de setembro a junho de 2018. O Pronto Socorro da Unidade Hospitalar manteve a média de 2.400 atendimentos, mas melhorou a resolutividade em casos graves, atendendo mais urgências e emergências, elevando, consequentemente, o período de espera em casos sem risco imediato. O mês com maior produção foi outubro de 2017 com 2.690 assistências a pacientes. Tudo isso foi realizado com o mesmo número de colaboradores. São 73 profissionais trabalhando no Hospital Municipal.       Diretor técnico, Marco Marcon e diretora geral do Hospital Municipal, Juliana Debona    
Ações implantadas

 Desde setembro de 2017, diversas ações foram implantadas como a contratação de médicos especialistas: cirurgião geral, anestesista, cardiologista e ortopedista que possibilitaram a realização de novos procedimentos cirúrgicos e consultas. As gestantes ganharam um grupo de orientação, o qual auxilia e torna o momento ainda mais especial. A aquisição de novos instrumentos cirúrgicos e o aprimoramento dos processos com a implantação de procedimento padrão e protocolos médicos melhoraram o atendimento à população.

O monitoramento dos Indicadores de Qualidade e Produção, bem como a implantação de comissões que planejam e coordenam as mais variadas áreas fazem com que o Hospital tenha melhores resultados. Uma Comissão de Avaliação, desde o início da gestão Santé, se reúne a cada 3 meses para a apresentação de relatórios e análise da produção do Hospital. O grupo é formado por membros da comunidade e autoridades da região. É uma forma de fiscalização que fomenta a importância da participação da população na gestão do Instituto Santé.